Objetos de Design

Para AUmantes de design assinado

Objetos para pets com jeito de loja de decoração

16/04/2014 | POR ADRIANA MORI; FOTOS DIVULGAÇÃO E REPRODUÇÃO

Fonte -CASA VOGUE


Não faz muito tempo que o cachorro dormia fora de casa e gato comia ração no pote de sorvete - realidade que nunca fez parte da vida de muitos dos 350 milhões de cães e gatos de estimação em todo mundo, que há muito tempo têm direito a seus potinhos de ração e água comprados no pet shop e caminhas macias e confortáveis, feitas especialmente para eles.

Porém, os fabricantes de produtos voltados para o mercado pet vêm incrementando o mix de mimos oferecidos para esse segmento animal - só em 2013, calcula-se que em todo o mundo, 102 bilhões de dólares foram investidos para deixar a vida dos peludos mais confortável. O apuro chegou a tal ponto que uma caminha de cachorro não faz feio na sala de estar dos amantes de design.

Para esses Lulus e Frajolas cheios de estilo, Casa Vogue selecionou 13 objetos animais com cara de peças de design e que têm tudo para cair no gosto dos donos mais exigentes.


 1.O papelão e as formas curvilíneas da cadeira Wiggle (1972), de Frank O. Gehry, foram o ponto de partida para dois produtos para amantes de gato que não querem ver marcas de unhas em seus móveis: o arranhador Scratcher Lounge, da Pet Fusion e a caminha Curvynest (na foto de abertura da matéria), da Catswall.
Design para pets (Foto: reprodução / divulgação)2. Apesar de não ter tantos “tentáculos” como a cadeira Anêmona (2001), dos Irmãos Campana, o potinho para água e ração Castro Dog Bowl, da Unleashed Life, tem estrutura em metal e fios de arame que vão até o chão.
Design para pets (Foto: reprodução / divulgação)

















3. O formato arredondado e o ambiente acolhedor da cadeira Ball (1963), de Eero Aarnio, é reproduzida na toca Dog Cave, da Guisapet.
Design para pets (Foto: reprodução / divulgação)








4. A estrutura metálica e o formato geométrico da poltrona LC2 (1928), de Le Corbusier,Pierre Jeanneret e Charlotte Perriand são a fonte de inspiração para a cama Moderno, da marca Bowsers.
Design para pets (Foto: reprodução)










5. A madeira curva que acomoda a almofada do famoso pufe da Lounge Chair (1956) dos Eames também foi utilizada na cama para gatos criada pelo Canopy Studio.
Design para pets (Foto: reprodução / divulgação)










6. A cadeira Wire Cone Heart (1958), de Verner Panton compartilha o format cônico e a estrutura em metal com a Operetta Dog House, criada pelo designer Kenneth Cobonpue.
Design para pets (Foto: reprodução)










7. As tiras de diferentes tipos de madeira da cadeira Três Pés (1947), de  Joaquim Tenreiro, foram utilizadas para um moderno pote para cães e gatos, da Roxiedoggies.
Design para pets (Foto: reprodução)










8. A cama para Gatos Atmosphere, da Merry Products, divide com a cadeira Peacock(1960) de Verner Panton a mesma fonte de inspiração: as tradicionais poltronasPapasan, com base redonda sobre a qual se abre um assento elíptico que recebe uma almofada – ou várias, no caso da Peacock.
Design para pets (Foto: reprodução)
9. Originalmente em madeira, a poltrona 4801 (1964), de Joe Colombo, ganhou uma versão em acrílico transpartente pela Vitra. No mesmo estilo, as formas curvas e o formato da base da 4801 podem ser encontradas na cama da Mijo, feita no mesmo material.

10. Considerada pela revista Time a peça mais importante do design do século 20, a cadeira LCW (1946), do casal Eames, é a referência mais relevante no uso da madeira curva. Com a mesma inspiração, os totós ganharam as camas Dog Bed, da Holden Designs e a Dog Parade, da Vurv – basta jogar uma almofada fofa para um sono mais confortável.
11. Em seu lançamento, a cadeira Louis Ghost (2002), de Philippe Starck, foi considerada uma ousadia ao utilizar a técnica de policarbonato injetado em um único molde, em perfeito equilíbrio com o tradicional design Luis 15. Em um material tradicional, mas com design inovador, o aquário World Trip, do arquiteto japonês Takuro Yamamoto, foi o vencedor do prêmio TIFF em 2012. Feito todo em vidro, reproduz o mapa mundi e deixa à disposição todos os oceanos para os peixes navegarem.
12. Embora em materiais completamente diferentes, os efeitos circulares aparecem em rolinhos de tecidos coloridos na Cadeira Sushi II (2003), dos irmãos Campana, e em madeira na casa de insetos (!) da designer Sophie Conran para Burgon & Ball. Segundo a designer, a casinha foi criada para oferecer abrigo para os insetos que ajudam os jardins, como as joaninhas.
13. As linhas limpas da Poltrona Paulistano (1957), de Paulo Mandes da Rocha, bem como a estrutura metálica e o couro estão presentes na cama Atria Lounger, da ArchitectPets – porém, na versão pet, o couro é ecológico.
Fonte -Casa Vogue
Obrigada pela visita.

Comentários

Postar um comentário

Instagram @denainteriores

Postagens mais visitadas