Casa Cor Bolívia 2015


A segunda edição da Casa Cor Bolívia, que começou em 15 de abril e acabou dia 16 de maio, aconteceu no tradicional Colégio Santa Ana e contou com 32 ambientes e 43 profissionais que trouxeram o antigo colégio de volta à vida. Tons de brasilidade, como a homenagem ao designer brasileiro Hugo França na sala de jantar assinada por Marcelo Valenzuela, Claudia Hinojosa e Eduardo López e a aplicação de cerâmicas brasileiras da Portinari no Loft da Mulher Solteira por Marcelo Parejas e Carlos Alberto Parejas marcaram presença também. 
Sala de jantar assinada por Marcelo Valenzuela, Claudia Hinojosa e Eduardo López 
 A sala de jantar possui móveis e objetos projetados pelo grupo Inverssa. O espaço, inspirado nas obras do escultor brasileiro Hugo França e do holandês León Saavedra, inclui móveis de madeira reutilizada, o que torna o ambiente bonito e funcional.
Hall de entrada por María José Baldivieso
 Inspirando-se em um lobby para o hotel Buganvillas, na Bolívia, María José Baldivieso utilizou micro cimento, painel com revestimento de melanina tipo madeira e jogo de luzes. O projeto ainda conta com uma estrutura metálica de fibras trançadas, que simulam um céu. O espaço de estilo eclético, com toque vintage, abriga lamparinas.
Living por Lissy Moreno
 O Espaço de Lissy Moreno, intitulado Living, foi projetado a partir da janela principal do ambiente. Materiais naturais, metais, vidros e madeiras compõem o espaço. A paleta de cores inclui tons de cinza e conhaque. A arquiteta também desenhou os móveis do ambiente.
Toalete feminino por Marlene Barbery de Oroza
 O ambiente industrial mescla estilos modernos e vintage. Revestimentos e texturas foram aplicados às paredes. A profissional apostou em um desenho inovador para o lavatório. Para isso, dispensou a pia tradicional e incorporou um móvel que inclui todo o lavatório.
Sala de jantar por Coral Gutiérrez 
 A sala de jantar tem clima aconchegante, que remete à lembranças e sensações. Para chegar a este resultado, Coral optou por móveis de madeira natural, artesanato feito com fios e elementos vintage. Ela também mesclou estilo rústico e moderno. O espaço mantém as janelas originais do antigo colégio Santa Ana, que receberam moldura de madeira.
Loft Industrial por Verónica Paz Ibáñez, Lissette Añez Paniagua e Patricia Fiaschetti 
 O trio resgatou o conceito de loft americano das antigas fábricas abandonadas, que foram transformadas em lares. A sofisticação do espaço integrado ficou por conta dos ladrilhos, metais e madeiras. Uma das novidades é a mica natural, um tipo de pedra. Materiais reutilizados, como chapas metálicas, foram aplicados nas paredes e pisos.
Refúgio do escritor por Eduardo Baldelomar 
 Projetado para um homem de 35 anos de idade que gosta de literatura clássica, o espaço evoca bom gosto. No loft, há dormitório, banheiro e um estúdio integrado. Foi utilizada madeira envelhecida nas tonalidades cinza e branca. Uma técnica de impressão em HD estampa o mural de 6 x 5 m.
Quarto da Jovem Mulher por Espacios Rocío Rodríguez
 O escritório Espacios Rocío Rodriguez projetou um ambiente para uma mulher entre 30 e 35 anos, que gosta de estar na moda. Os papeis de parede são da Cavalli. O dormitório é ousado, carregado de elementos decorativos, como grandes luminárias e espelhos.
Obrigada pela visita. 

Comentários

Instagram @denainteriores

Postagens mais visitadas