Tapetes Orientais

Os tapetes orientais são tão valorizados porque retratam culturalmente, com detalhes a região em que são criados. A técnica também é um diferencial levam mais tempo para serem produzidos, mas duram mais.
Mas como escolher o tapete certo? 
Por serem peças mais caras que os tapetes comuns, a escolha não deve ser feita apenas pela padronagem e sim, encarada como um investimento. Assim, o primeiro passo é conhecer as suas origens e forma de produção. Alguns tapetes podem levar anos e anos para ficarem prontos, com técnicas que passam de geração para geração, e se transformam em manifestações da cultura e arte locais.
Os principais países produtores são India, China, Paquistão, Irã (antiga Pérsia) e Turquia, e podem ser divididos em alguns tipos: o tradicional, com toque aveludado, o kilim, mais rústico e o Sumak, um tipo de bordado aplicado sobre os fios da trama. Todos eles são feitos a partir da lã do carneiro, o algodão, a seda e, ocasionalmente, a lã de cabra.
 Obrigada pela visita.

Comentários

.

.

Postagens mais visitadas