Reforme a Casa Reivente

Não me pergunte por quê. Você está vivendo bem descansado e, de repente, acorda com vontade de mudar. De ser outro. Não, mentira. De ser mais você. Ou “de ser o outro que se é”, como disse Clarice Lispector.
Nesse momento, lembre-se de que a felicidade é fortuna, busque novos sentidos na vida e “re-forme” o lugar que você ocupa no mundo. Para nós, ocidentais, a mudança de vida, no geral, pede a reforma da casa, pois projetamos sentido no mundo material. Os orientais concentram-se na mudança interior. Numa visão ampla, dentro e fora nunca estão separados. Nada de grandes movimentos, é só fazer o que é viável, com imaginação. 

O sofá velho vira outro se você joga por cima uma manta nova, de outra cor. 

Quer trocar o piso da cozinha, sem gastar? 

Cerâmicas com defeito, em cacos, compõem um alegre mosaico.


 Mais luz? 
Crie um mágico vitral com garrafas embutidas na parede. 
Azulejos e móveis transformam-se com pintura e novos coloridos. 
Dê novo uso aos aposentos, mude de quarto, crie espaço para um novo hábito... 
Fonte- Bons Fluidos digital
Obrigada pela Visita.

Comentários

.

.

Postagens mais visitadas