Casa Cor Mato Grosso do Sul 2016

A mansão escolhida é da senhora Isolina Dibo, um dos ícones residenciais mais famosos da cidade, com uma fachada icônica. “O imóvel tem uma história de vida, de família e do próprio arquiteto Rubens Gil de Camillo. A casa era um projeto muito caro e ousado para a época, mas ele nos convenceu e ficamos felizes com o resultado”, conta a proprietária.
O arquiteto Rubens Gil de Camillo (1934-2000) é conhecido pelos projetos modernistas que valorizam o concreto aparente e o vidro temperado. A casa tem 1,8 mil m² de área construída em um terreno 2 mil m².
Tendências - Na mostra, algumas tendências são bastante evidentes, como a valorização do concreto aparente original da casa, a presença marcante da madeira com um traço leve, os tons de verde em pinturas e revestimentos – mas principalmente nas plantas e no paisagismo que refrescam os espaços.
Refúgio do Homem Moderno - Débora Nunes. Para ler, se reunir ou relaxar na companhia de seu cão fiel, o ambiente sugere ao homem moderno um espaço menos formal e mais natural. Móveis aramados conferem a leveza necessária, dispostos de maneira solta junto com outros móveis em madeira. Diferentes níveis e tipos de piso preenchem o lugar com várias sensações e uma riqueza de texturas.

Sala de Convívio – Annelise Giordano e Gelise Almeida. Para se tornar ponto de encontro, o espaço oferece várias possibilidades de interagir. No home theater, uma caixa em madeira rebaixa o teto e define, junto com o tapete gráfico, um clima aconchegante. No open bar, a iluminação intimista é protagonista e destaca quadros e objetos.
Restaurante - Sandra Madeira. O Mar Mediterrâneo inspirou o azul profundo de algumas paredes e o uso de pedras, que celebram o mar e geram tranquilidade. O branco ilumina o espaço nas paredes e em revestimentos, como no painel intercalado com o jardim vertical de musgos.
Living – Janete Padilha. O ambiente dá as boas-vindas ao interior de CASA COR, com seus 180 m2. A designer imaginou um casal sofisticado, que viajou o mundo e trouxe referências de vários lugares para compor a decoração. Mas o destaque é brasileiríssimo: um par de cadeiras de Sergio Rodrigues.
Varanda da Família - Eloisa Vicari e Liana Godoy. Conforto é palavra-chave nesta homenagem às varandas brasileiras. Sem TV e outros eletrônicos, convida a apreciar a natureza no piso de textura rústica, nas paredes de pedra e tijolos, na presença marcante da madeira. O verde confere frescor e se infiltra nas vigas do teto ou se impõe nas paredes vestidas de plantas.
Sala de Jantar - Malu Bernardes. O balanço na cabeceira da mesa é um detalhe jovial e lúdico, no espaço feito para celebrações em família.
Cozinha – Jamil Paroschi Jr. e Vitor Paroschi. O estilo clássico com suas molduras, boiseries e o predomínio do branco foi o ponto de partida da dupla, que utilizou modulados da linha Legacy, da Formaplas. Mas, como se trata de uma cozinha de hoje, elementos tecnológicos não poderiam faltar, como a iluminação em trilhos e uma bancada sem cortes, que unifica o espaço e deixa o conjunto harmônico. Outro toque atual é a valorização do concreto aparente no teto.
Adega - Diego Martins e Diego Rezende. O momento é de privacidade e intimismo para as degustações. Por isso a luz é mais indireta e amarelada, complementada pela iluminação natural que atravessa os cobogós. Os materiais também convidam a relaxar, com ênfase na madeira em várias tonalidades. A exposição das bebidas é variada, em nichos iluminados, na estante de vinhos especiais que acomoda as garrafas na vertical ou na adega climatizada.
Escritório do Poeta – Fábio Menoncin. A madeira dos móveis e a textura croco em uma das paredes traz referências visuais à natureza da região. Mas o protagonista do espaço é o piano importante na composição do hino do Mato Grosso do Sul, que teve entre os autores o poeta Otávio Gonçalves Gomes, homenageado no ambiente. São dele a escrivaninha, os manuscritos e a antiga máquina de escrever. A época áurea de sua carreira foi dos anos 1950 a 1970, então essas décadas inspiraram a seleção de móveis apresentada.
Terraço Garden – Maria Inês Martinusso. O hábito de estar na varanda e aproveitar os dias à sombra é bem representado, no ambiente que aposta em móveis rústicos e cria um recanto para conversar e descansar.
QUANDO?
26 de agosto a 9 de outubro de 2016
Terça a domingo das 16h às 22h
ONDE?
Av. Afonso Pena, 4025 - Campo Grande - MS
Obrigada pela visita. 

Comentários

.

.

Postagens mais visitadas