Cactos na Decoração

O nome deriva do grego káktos, que quer dizer “planta espinhuda”, defesa que protege a espécie contra o ataque de animais herbívoros e serve para captar gotas de orvalho como fonte adicional de água. No Brasil, é possível encontrar cerca de 200 variedades das mais de duas mil espalhadas pelo mundo. Embora nativos de regiões áridas, os cactos se adaptam bem a climas amenos.
  Os cactos crescem conforme o espaço no vaso. Se você deseja que ele fique mais exuberante, faça o transplante para um recipiente maior no fim do outono ou no início da primavera, quando as chuvas diminuem.
 Dicas de cultivo: “Preferem a secura e é importante que o solo seja bem drenado, já que o excesso de umidade apodrece a planta. No Verão, podemos regá-la com mais frequência, mas, no Inverno, basta regá-la de dois em dois meses”, ensina o portal Compo.
 Como deve ser a composição do solo
• 50% de areia de construção
• 40% de terra e matéria orgânica (húmus ou sobra de vegetais)
• 10% de terra vermelha
Como transplantar as mudas
1. Proteja as mãos e a planta com uma tira de papel dobrado ou luvas. Retire a muda devagar e abra um buraco no composto do novo vaso já drenado.
2. Ajeite o cacto na terra e preencha com mais composto. Aperte levemente a superfície.
3. Remova suavemente a terra depositada entre os espinhos e as folhas com um pincel macio.
4. Coloque pedras decorativas e pedriscos. Espirre água para lavá-los e aguarde quatro dias. Regue moderadamente.
Obrigada pela visita! 💮

Comentários

Instagram @denainteriores

Postagens mais visitadas