Casa Cor Peru 2017

CASACOR Peru é a franquia internacional mais antiga da mostra. Desde 1996, a versão peruana de CASACOR traz o melhor da arquitetura, design de interiores e paisagismo do país sempre em edifícios ou casas que remetem à cultura local e tradições incas. Vale lembrar que um dos propósitos da mostra em Lima, comandada pela dupla Verónica Torres de Haaker e Elena Benavides, é resgatar jóias arquitetônicas locais, principalmente pela capital possuir um centro histórico com 608 construções tombadas como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Em 2016, por exemplo, a mostra teve duas sedes no centro: Casa Mujica e a Casa Paz Soldán. No ano anterior, CASACOR também havia sido dividida em dois endereços, desta vez, na região da Bahia del Callao: Edifício Ronaldo e La Casa Valega.
Com início em outubro, a edição de 2017 faz o restauro da Pabellón de Caza, um antigo restaurante dos anos 80, com desenho de Arturo Rubio e do arquiteto Luis Rissora, muito celebrado nos tempos áureos por ter um cardápio que misturava cozinha peruana e francesa.
ESTUDIO CON ONDA FRESCA - JESSIE D’ANGELO. Desde que conheceu o espaço, a designer se apaixonou pela sensação de estar no campo, rodeada de eucaliptos sob a luz do sol. Foi essa a sensação que ela buscou transmitir no projeto de 100m2, com living, cozinha, sala de banho, quarto e terraço. Tecidos e um mix de padronagens se somam às texturas naturais a às obras de arte de Cynthia Malamud, Claudia Caffarena, Sonia Céspedes Rossel e José Carlos Umbert.
 ESTUDIO CON ONDA FRESCA - JESSIE D’ANGELO. Pedras, cimento aparente, texturas de linho e tecidos crus, fibras naturais, além de revestimentos com uma certa rugosidade, se combinam. As colunas e as vigas aparentes conferem um ar mediterrâneo. Na cozinha, o armário aberto traz contemporaneidade, assim como os equipamentos em aço inox.
CASA DE CAMPO - VERA VELARDE. A cabana com perfume de eucalipto e o barulho do vento nas árvores permeiam o projeto de 72 m2, em uma casa completa construída com estruturas modulares pré-fabricadas e revestimentos sustentáveis. O toque artesanal está presente nos quadros e nos tecidos.
 CAVA - ANDREA DELGADO E CAROLINA ROQUE. O antigo armazém frigorífico do restaurante deu lugar à cava, que conserva seu estilo industrial e inclui uma sala de degustação. A madeira é protagonista, na mesa de aparência rústica e na composição de placas que formam um painel.
 SUITE PRINCIPAL - KARINA BARHUMI. Na sala de banho, o papel imita mosaicos, como os encontrados na cidade espanhola de Granada. A banheira italiana fica sobre um estrado em madeira e tem vista para o deck, banhada pelo sol. Ao lado, o closet revela a personalidade da mulher andaluza na qual se inspirou a suíte.
JARDÍN PRINCIPAL - LIZETTE MIRÓ QUESADA, MARCIA LENZ E VERÓNICA SAENZ. A proposta foi mostrar as várias possibilidades de elaborar um jardim aproveitando o espaço existente, integrado à arquitetura da casa. Efeitos de luz convidam a experimentar o recanto durante a noite. Linhas modernas dialogam com o paisagismo tropical, com influências das profissionais brasileiras e peruanas.
 JARDÍN ESCONDIDO - ANDREA CAVASSA E PRISCILLA BANDY. Para conferir um ar de intimidade, painéis espelhados em formato de janelas recebem o visitante. Diversas variedades de plantas adornam o teto em madeira e as paredes em mármore, em um oásis particular.
 CASA DE CAMPO - VERA VELARDE. A cabana com perfume de eucalipto e o barulho do vento nas árvores permeiam o projeto de 72 m2, em uma casa completa construída com estruturas modulares pré-fabricadas e revestimentos sustentáveis. O toque artesanal está presente nos quadros e nos tecidos.
 CASA DE PLAYA - JENNIFER JUNEK E MARILÚ SALCEDO. Para se contrapor ao ritmo acelerado da cidade, um refúgio tropical. Materiais da região são os protagonistas, a começar pelas fibras naturais que revestem o teto e as paredes. Esquadrias e painéis reforçam a sensação de aconchego, em madeira de eucalipto. As matérias-primas conduzem a suavidade da cartela de cores, com toques de azul.
 CASA DE PLAYA - JENNIFER JUNEK E MARILÚ SALCEDO. A casa de praia é pensada para ser confortável o ano inteiro, podendo ser utilizada como residência principal. O cinza nas paredes traz ares contemporâneos, e o eucalipto aquece pilares, painéis, e esquadrias. O apelo orgânico assume ares modernos no desenho dos espelhos acima da cuba.

ROOFTOP - LUISA ANTICONA E MARGARITA BRACAMONTE. Para os antigos peruanos, montanhas eram divindades que representavam proteção e culto à  espiritualidade. O terraço, que também fica no alto, guarda essa inspiração e apura a estética até chegar em linhas simples, revelando um espaço para compartilhar e relaxar.

Foto divulgação Casa Cor

Obrigada pela visita!      Volte sempre 💮

Comentários

Instagram @denainteriores

Postagens mais visitadas